Rodoviários entram em greve contra o projeto de lei ‘táxi compartilhado’

Sindicato ainda calcula a adesão; confira a lista das linhas afetadas.
Os rodoviários de Araruama, na Região dos Lagos do Rio, entraram em greve por tempo indeterminado nesta quarta-feira (5). O motivo do movimento é a aprovação do projeto que lei que cria o “táxi compartilhado”. A paralisação afeta 37 linhas (veja a relação das linhas afetadas abaixo), entre municipais e intermunicipais. A linha B147 (Araruama x Cabo Frio) circula normalmente. Os motoristas e cobradores se concentram em frente à garagem da Montes Brancos.
O projeto que cria o táxi “ponto a ponto” foi aprovado pela Câmara na sessão de 13 de junho após passar por uma comissão de advogados da Casa. Segundo os motoristas e cobradores, na prática, o projeto dá um “aval oficial para a ‘pirataria’ na cidade, ameaçando, assim, o emprego de 300 trabalhadores diretor e um mil indiretos, além da gratuidade no transporte público”. O sindicato calcula o percentual de adesão dos funcionários ao ato na manhã desta quarta.
A prefeita Livia Belo criou o projeto após decisão judicial que obriga o município a coibir a circulação do transporte clandestino, conhecido como “lotada”. Segundo o projeto, Araruama passaria a ter um táxi para cada 2 mil habitantes.
A professora de Educação Infantil Ana Beatriz Pereira teve que voltar para casa ao perceber que o ônibus que pega não passaria na manhã desta quarta.
“Hoje de manhã eu ia trabalhar, fui informada que a linha que eu uso ia rodar normalmente, mas não foi a realidade. Impossibilitou a minha chegada ao trabalho e, por isso, meus alunos tiveram que ficar com a professora auxiliar”, disse a professora.

Fonte: G1

Comments

comments

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *